Sistema Towson (HIPUU) promete CAPTCHA com melhor acessibilidade


CAPTCHA e acessibilidade digital são termos de uma equação que nem sempre tem sido de fácil resolução para os deficientes visuais.

Agora, um grupo de investigadores da Towson University e da National Federation of the Blind,(USA), desenvolveram um novo sistema de  CAPTCHA que promete desempenhar a função de anti-spam sem comprometer a acessibilidade dos portadores de deficiência visual.

O que é o  CAPTCHA?

Todos nós já recebemos na caixa de correio electrónico ou nos comentários do nosso blog SPAM. Um dos métodos mais empregues pelos hackers para o envio deste tipo de mensagens é o uso de computadores que funcionam como autênticos robots – spam bots – cuja única missão é inundar a WEB com mensagens publicitárias não solicitadas e/ou maliciosas. Como resposta a este problema surgiu o  CAPTCHA que funciona como um teste diferenciador entre computadores e humanos. Pode assumir a forma de um conjunto de letras ou números dissimulados ou, então, um desafio cognitivo (2+2= ?). O objectivo é o de obrigar o utilizador, que está a preencher determinado formulário, a provar que é humano e não um robot.

Se para os normovisuais os CAPTCHA não passam de um pequeno contratempo, para os deficientes visuais constituem uma autêntica barreira ao livre acesso à navegação na internet.

Embora exista a possibilidade de utilização do recurso áudio –  captcha de áudio – , estas não são facilmente perceptíveis o que não garante a total acessibilidade digital.

Como refere Lazar, um dos responsáveis pelo sistema Towson,  “Infelizmente o que acontece é que muitas vezes não se torna um teste para verificar se é humano, mas um teste para saber se é capaz de ver”

Como ultrapassar a inacessibilidade do CAPTCHA?

Uma forma, já anteriormente apresentada aqui no Luztek, é a utilização do WebVisum, extensão para o Firefox que possibilita a resolução de CAPTCHA. Outra é o Solona, um site em que voluntários asseguram o serviço de resolução de CAPTCHAs. Tive conhecimento deste serviço através do blog Perspectives from a Blind Point of View, contudo nunca o usei.

Como funciona o sistema Towson:

O sistema Towson utiliza imagens familiares e sons correspondentes a essas imagens. Utilizando a audição, a resposta ao CAPTCHA será correspondente ao som emitido. ex: leão e o som do rugir do leão. Neste exemplo o utilizador deveria digitar a palavra leão. O sistema aceita variações dos termos, tais como,  Singular / Plural.

Segundo Lazar, este sistema de segurança anti-spam funciona porque a capacidade humana de fazer corresponder um som a um objecto é muito superior à dos computadores.

O pedido de patente já deu entrada sob a designação de HIPUU (Human Interacting Proof Universally Usable). Resta aguardar para saber se estaremos perante um novo padrão de resolução de CAPTCHA que contribua para uma  internet mais acessível a utilizadores com necessidades especiais, nomeadamente, os cegos e portadores de baixa visão.

Fontes: Balt Tech e Perspectives from a Blind Point of View

Subscreva o nosso Feed ou receba as notícias luztek por Email. Siga-nos no Twitter
É expressamente proibida a cópia integral deste artigo. Consulte a nossa Licença.

Enviar para: Twitter | Facebook | doMelhor |

Leia também:

  • WebVisum – extensão Firefox permite que cegos resolvam o CAPTCHA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s